Plataformas de venda: Os 10 melhores mercados em linha

Conteúdo

Quer vender os seus produtos em linha e está à procura de uma boa plataforma de vendas? – Este artigo dá-lhe uma visão geral dos 10 melhores mercados em linha.

Começar a trabalhar como comerciante em linha não é tão difícil como se poderia pensar à primeira vista. Por um lado, isto deve-se ao facto de existirem atualmente muitos mercados em linha onde pode vender os seus produtos e, por outro lado, pode encontrar inúmeros guias gratuitos na Internet com dicas para um comércio em linha bem sucedido. Posso recomendar o seguinte guia para se tornar um comerciante em linha.

Entretanto, existe uma grande variedade de plataformas de venda na Internet onde pode oferecer os seus produtos como comerciante em linha. Mas qual é o portal que deve escolher para obter o maior número de vendas?

Índice:

  1. O que é uma plataforma de vendas?
  2. Vendas em linha eficientes
  3. Em que consiste o seu anúncio numa plataforma de vendas?
  4. Encontrar o mercado em linha correto
  5. Os melhores mercados em linha em comparação
  6. Conclusão – plataformas de vendas
  7. FAQ – Perguntas mais frequentes

O que é uma plataforma de vendas?

Uma plataforma de vendas descreve um local virtual (por exemplo, um sítio Web ou uma aplicação) onde são oferecidos bens e serviços. Entretanto, existem mesmo plataformas de venda especializadas em determinados grupos de produtos, como a eletrónica, os brinquedos para crianças, etc. Consoante o mercado, os preços são determinados pelo próprio fornecedor ou aumentados pelos clientes em plataformas de leilão.

Vendas em linha eficientes

Plataforma de vendas ou loja virtual própria? – Provavelmente, já pensou em criar a sua própria loja virtual e vender os seus produtos nessa loja. Esta forma de comércio em linha é também uma alternativa adequada. No entanto, é particularmente difícil atrair clientes para a sua própria loja online no início. Por conseguinte, faz sentido utilizar uma plataforma de vendas que já tenha um elevado alcance e, consequentemente, muitos visitantes.

Se decidir vender os seus próprios produtos através de um mercado externo, tem também a vantagem de não ter de se ocupar de todas as questões técnicas. Pelo menos, não terá de lidar com períodos de inatividade do servidor, sobrecargas do servidor ou outros inconvenientes.

Basicamente, um local de comércio digital não é muito diferente da variante analógica: os comerciantes colocam os seus produtos à venda. Tal como no comércio retalhista, não basta necessariamente que o vendedor ofereça o preço mais baixo. Muitas vezes, o vendedor que atrai mais atenção ganha a licitação. Uma vez que a concorrência no comércio eletrónico é ainda maior do que nos mercados tradicionais, é ainda mais importante estabelecer uma presença sólida na Web.

Em que consiste o seu anúncio numa plataforma de vendas?

A maioria das plataformas de vendas tem uma estrutura semelhante e é composta pelos mesmos elementos. Apresentamos a seguir os elementos mais importantes da sua listagem:

1. fotografias do produto

As análises do comportamento de compra revelaram que as fotografias dos produtos são a primeira coisa que os clientes vêem. Por conseguinte, é ainda mais importante que estes sejam apelativos e convincentes para os clientes. Só com imagens apelativas é que os clientes clicam no seu produto para obter mais informações.

Não é necessário contratar imediatamente um fotógrafo de produtos para as fotografias, especialmente se não tiver orçamento para o efeito no início. Se tiver o equipamento necessário para tirar fotografias de alta qualidade, utilize-o e tire as suas próprias fotografias. Uma boa iluminação e uma elevada nitidez de imagem são importantes.

2. Título do produto

O próximo elemento importante da sua listagem é o título do produto. Deve conter as palavras-chave mais importantes e ser fácil de ler. A seguir às fotografias, o título é o critério de compra mais importante, uma vez que o cliente se concentra normalmente no título depois de ver a fotografia do produto.

Em geral, o título deve ser bastante conciso e conter todas as informações importantes. É melhor do que utilizar um título promocional agressivo.

Poder-se-ia pensar que quanto mais palavras-chave forem utilizadas no título, melhor será a visibilidade. Tente incluir uma ou duas palavras-chave essenciais, mas não perca a legibilidade.

Não se esqueça de mencionar o nome da marca do seu produto no início do título, uma vez que isto é agora obrigatório em muitas plataformas e ajuda a aumentar o conhecimento da sua marca.

Na melhor das hipóteses, o USP do seu produto pode ser retirado do título, ou seja, a proposta de venda única que o distingue da concorrência. Faça-o apenas se o título não for demasiado longo e a clareza não se perder. O título deve ser orientado para o cliente e redigido de forma simples.

Eis algumas dicas mais formais:

  • Só coloque a primeira letra dos substantivos em maiúscula, não escreva as palavras completamente em maiúsculas.
  • Não escrever números
  • Evitar caracteres especiais como “!”, “?”, “&”, etc., preço, frases publicitárias como “oferta”, “venda especial”, etc. ou “bestseller”.

3. descrição do produto

A descrição do produto é a sua última oportunidade para incentivar o cliente a efetuar uma encomenda e aumentar a sua taxa de conversão. Para a descrição do produto, sinta-se à vontade para redigir um texto criativo que apele ao potencial cliente a um nível emocional. O produto deve ser descrito juntamente com as suas características e funções. Além disso, a descrição oferece uma boa oportunidade para incluir palavras-chave adicionais.

Um slogan no início da descrição acaba por ser muito bem sucedido. Um slogan atrai a atenção e é mais provável que o cliente continue a ler. É preferível descrever um problema na descrição. Neste caso, está realmente a tentar chegar ao seu cliente de forma emocional. O cliente pode não ter tido conhecimento do problema de antemão, pelo que cria diretamente outro argumento.

Se a apresentação do problema cativar realmente o cliente, o efeito positivo é ainda maior se apresentar o seu produto como a solução. Deve incluir este método na descrição do seu produto, porque uma ligação emocional é construída através de um problema com o qual todas as pessoas se podem identificar.

Por fim, faça um breve resumo das suas melhores vantagens e acrescente um apelo à ação. Este é um convite amigável para adicionar o seu produto ao carrinho de compras. Se os seus argumentos forem convincentes nessa altura, isso dará ao cliente o empurrão final para escolher o seu produto.

Neste artigo, criámos um guia para uma descrição apelativa de um produto Amazon, que pode utilizar como exemplo.

4. pontos

O título é normalmente seguido dos pontos. Por exemplo, a Amazon fornece-lhe cinco pontos-chave, que deve aproveitar da melhor forma. No caso dos marcadores, é aconselhável refletir previamente sobre o grupo-alvo a que se pretende dirigir. Desta forma, pode adaptar o seu texto em conformidade. Cada grupo-alvo pode ser convencido por diferentes formulações e argumentos.

No início, faça a si próprio as seguintes perguntas:

  • Qual é a idade dos seus potenciais clientes?
  • Quanto é que eles ganham?
  • Que passatempos poderão ter?
  • De onde vêm os seus clientes?
  • Que problema é que eles querem resolver?

Em todo o caso, a escrita viva é muito eficaz. Pode utilizar metáforas de vez em quando para suscitar o maior envolvimento possível nos seus potenciais clientes. Uma redação pesada pode até afastar os seus clientes.

Além disso, uma vantagem em maiúsculas no início de um ponto funciona muito bem. Eis um exemplo que ilustra este facto:

  • SEM FERRUGEM: Uma vez que utilizamos aço inoxidável para as nossas lâminas de faca de alta qualidade…

Pode sempre terminar os pontos com um ponto de exclamação, o que motiva ainda mais. Cada ponto deve conter uma ou duas das suas palavras-chave. Pode também combiná-los maravilhosamente com as suas vantagens. Deve também mencionar o USP nos seus pontos.

Embora os dados técnicos e os factos também sejam interessantes, os marcadores devem ser utilizados para descrever as vantagens do seu produto. Muitos vendedores não se perguntam o que é que o cliente ganha com o seu produto. Por isso, se houver características que façam com que o seu produto se destaque de alguma forma, não se esqueça de as incluir nas palavras-chave. Formule este ponto de forma a que o cliente compreenda o problema que seria resolvido se comprasse este produto.

Vejamos um exemplo: lança-se no mercado uma pá de neve que é, entre outras coisas, mais larga do que as da concorrência. Então, não faria sentido começar o ponto da seguinte forma: “Pá de neve com uma largura de 58,4 cm”.

Diga ao cliente o que ele ganha com isso: “Poupa-lhe tempo e trabalho – a nossa pá de neve é 15 cm mais larga do que as pás convencionais. Por isso, vai acabar o trabalho 3x mais depressa e pode voltar às coisas agradáveis do inverno!”

Sugestão: se for adequado ao seu produto, pode começar cada ponto com um emoji para aumentar o interesse do potencial comprador. Neste exemplo, isto foi maravilhosamente implementado:

Pontos da Amazon

Agora tem as informações necessárias para não só criar uma boa primeira impressão com o seu produto, como também para convencer o cliente após uma inspeção mais atenta.

5. otimização dos motores de busca

SEO, ou otimização para motores de busca, refere-se à otimização do posicionamento de um produto para consultas de pesquisa específicas. Basicamente, trata-se de mostrar ao algoritmo que o seu produto é muito relevante para uma determinada consulta de pesquisa e que, por esse motivo, deve aparecer no topo dos resultados da pesquisa.

Se não tem a certeza de como fazer SEO com sucesso, pode consultar o nosso guia sobre o assunto.

Encontrar o mercado em linha correto

O primeiro fornecedor que vem à mente quando se faz esta pergunta é provavelmente o gigante do sector, a Amazon. Mas o facto é que a Amazon não é necessariamente a opção mais promissora para si. Dependendo dos seus produtos e da clientela pretendida, pode fazer sentido analisar mais de perto as alternativas à Amazon. Há alguns critérios a que deve prestar atenção:

  • Número de visitantes: Regra geral, um número elevado de visitantes nas respectivas plataformas de negociação é melhor do que um número baixo. Especialmente para produtos de nicho, no entanto, as plataformas podem ser mais interessantes, com menos visitantes, mas com o grupo-alvo correto.
  • Grupo-alvo: Alguns mercados especializam-se num determinado grupo de produtos. Por conseguinte, deve procurar mercados em linha onde os clientes do seu grupo-alvo estejam em movimento.
  • Concorrência: Se o seu grupo-alvo se encontra cada vez mais numa determinada plataforma, é possível que a concorrência seja particularmente elevada. Nesse caso, pode fazer sentido escolher uma plataforma em que a concorrência seja menos forte.
  • Custos: As plataformas de vendas disponibilizam o seu sítio Web, sem o qual não é possível entrar facilmente em contacto com os clientes. Os proprietários cobram uma comissão por este facto. Não deve descurar estes custos quando oferece os seus serviços nas plataformas.
  • Usabilidade: Entretanto, há uma série de funções que os clientes esperam. Estas incluem, por exemplo, uma máscara de pesquisa ou uma árvore de categorias. Se estas funções não existirem, o cliente abandonará o sítio Web e não conseguirá vender o seu produto.
  • Forma de venda: Nem todas as plataformas seguem o modelo de preço fixo. Um exemplo de uma forma alternativa de venda foi implementado no eBay: o leilão. Neste caso, as partes interessadas fazem uma licitação entre si e o contrato é adjudicado ao proponente com a proposta mais elevada.

Os 10 melhores mercados em linha em comparação

De seguida, apresentamos-lhe os 10 mercados online e damos-lhe informações importantes sobre cada uma das plataformas de venda. Segue-se um quadro de síntese.

  1. Amazon
  2. eBay
  3. Alibaba
  4. Etsy
  5. Hood.de
  6. Yatego
  7. Loja de abacates
  8. Mercado Otto
  9. Folksy
  10. StockX

Amazon

página de destino da amazon

A Amazon é provavelmente o retalhista em linha mais conhecido do mundo. Não é de admirar que mais de 30% dos 500 maiores retalhistas em linha na Alemanha ofereçam os seus produtos na Amazon. Na Amazon, pode encontrar uma variedade de produtos diferentes que podem ser vendidos por comerciantes através do Amazon Marketplace.

A Amazon oferece-lhe, sem dúvida, acesso a uma plataforma de vendas com o maior alcance. No entanto, esta vantagem tem um preço: a comissão sobre os artigos vendidos situa-se entre 7-45%.

Um dos serviços que a Amazon oferece é o armazenamento e o envio dos seus produtos. Isto pode ser tentador para muitos recém-chegados ao comércio em linha. Não se esqueça, no entanto, de que isso implicará custos adicionais para si. Outro serviço oferecido pela Amazon é o chamado
Cumprimento pela Amazon
(FBA, abreviadamente). O serviço permite que os retalhistas em linha entreguem todo o processamento logístico de uma encomenda à Amazon.

A maioria dos clientes já está familiarizada com a interface, pelo que a facilidade de utilização deste mercado em linha não deverá constituir um problema.

No entanto, para um retalhista em linha, o elevado número de visitantes significa também que tem de se afirmar face a uma maior concorrência.

Helium 10 como ferramenta de venda na Amazon

Se decidiu utilizar a Amazon como plataforma de vendas, deve definitivamente tirar partido do software Helium 10. O Helium 10 oferece-lhe uma série de ferramentas para o ajudar a vender os seus produtos. Por exemplo, a ferramenta Scribbles mostra-lhe como otimizar o seu anúncio para obter o máximo sucesso:

Pode registar-se gratuitamente no Helium 10 e testar algumas ferramentas através da nossa ligação. Se pretender efetuar uma compra, beneficia de um desconto total de 20% nos primeiros 6 meses.

Basicamente, a Amazon oferece-lhe um excelente mercado online com um enorme alcance. Se decidir utilizar a Amazon como plataforma de vendas, não se esqueça de consultar os seguintes guias:

  1. Guia Amazon FBA
  2. Abrir a loja Amazon
  3. Criar uma conta de vendedor na Amazon

Todos os outros guias para uma venda bem sucedida na Amazon podem ser encontrados aqui.

eBay

página de destino do ebay

A eBay costumava ser considerada a feira da ladra entre as plataformas de venda. Isto deve-se ao facto de as vendas no eBay serem semelhantes às da casa de leilões: O utilizador que fizesse a licitação mais elevada era o vencedor. Hoje em dia, porém, encontramos sobretudo produtos que são oferecidos a um preço fixo. Estas ofertas são principalmente publicadas por comerciantes ou fabricantes.

À semelhança da Amazon, a variedade de produtos aqui oferecidos é indescritivelmente grande. No entanto, em comparação com a Amazon, os custos para os vendedores são mais baixos aqui.

Para os vendedores particulares, a venda no eBay na Alemanha é gratuita, desde que vendam menos de 320 artigos por mês. No entanto, podem ser aplicadas taxas às vendas internacionais. É aconselhável consultar as taxas actuais aqui.

Para as empresas, existe essencialmente uma comissão de venda e uma comissão de oferta. A comissão de vendas varia entre cerca de 4% e 12%, consoante o produto. A taxa de oferta situa-se entre 0,30 e 0,50 euros. Podem ser aplicadas outras taxas, pelo que deve verificar as taxas actuais aqui.

Outra diferença em relação à Amazon é o facto de os vendedores poderem criar a sua própria página de comerciante. Isto permite aos vendedores melhorar ainda mais a imagem da sua própria loja eBay.

Alibaba

Página de destino do Alibaba

Alibaba é o maior mercado B2B (business to business) do mundo. Outro sítio Web que provavelmente conhece é o Aliexpress. Saiba exatamente qual é a diferença entre o Alibaba e o Express aqui. No Alibaba, é possível comprar quase todos os produtos de vendedores de todo o mundo. Embora qualquer empresa possa vender produtos no Alibaba, encontrará principalmente fornecedores da Ásia, especialmente da China.

A apresentação do sítio Web é basicamente semelhante à de outras plataformas. Na parte superior, encontrará uma barra de pesquisa e as categorias estão localizadas à esquerda. No entanto, se olhar mais atentamente para as páginas das mercadorias individuais, verificará que as quantidades das encomendas são destacadas de forma especial. Isto deve-se ao facto de a maioria dos fornecedores estabelecer quantidades mínimas de encomenda para os seus produtos.

Em princípio, a adesão do vendedor ao Alibaba é gratuita. No entanto, na versão gratuita, os comerciantes só podem oferecer 50 produtos no mercado. Se pretender vender mais produtos, a taxa varia entre 3.499 e 6.999 dólares por ano.

De acordo com a Alibaba, os comerciantes fora da China, Taiwan e Hong Kong não podem efetuar pagamentos através da sua própria plataforma de vendas. Isto leva a que os vendedores tenham de entrar em contacto direto com os compradores. Em contrapartida, a Alibaba não cobra uma comissão de venda.

Etsy

página de destino do etsy

Se quiser vender algo mais invulgar, o Etsy pode ser a escolha certa para si. O sítio Web de comércio eletrónico é especializado em produtos artesanais, vintage e artigos para artistas. Muitos dos produtos oferecidos são únicos ou estão disponíveis apenas em quantidades muito pequenas.

Alguns dos vendedores no Etsy são comerciantes privados, razão pela qual o Etsy também pode ser classificado como uma plataforma C2C. No entanto, a maioria dos comerciantes são vendedores comerciais.

À primeira vista, os custos para os vendedores são comparativamente baixos. O Etsy cobra uma taxa de listagem de 0,20 USD e uma taxa de transação de 6,5%. Para os vendedores da Alemanha e da Áustria, existe ainda o requisito adicional de utilizarem o Etsy Payments.

Com isto, a Etsy pretende permitir uma experiência de utilizador consistente para os clientes. Ao utilizar o Etsy Payments, os visitantes têm mais opções de pagamento e os vendedores obtêm proteção do vendedor. A taxa para Pagamentos Etsy é de 0,30 EUR + 4% do valor dos bens. As taxas actuais podem ser consultadas aqui.

A Etsy está a tornar-se cada vez mais importante, o que é particularmente evidente no volume de negócios recorde do ano passado de 2,33 mil milhões de dólares, o equivalente a cerca de 2,1 mil milhões de euros. Como vendedor da Etsy, deve esperar ter muito contacto com os seus clientes, uma vez que estes solicitam frequentemente desenhos personalizados ou têm perguntas sobre o que tem para oferecer.

Hood.de

página de destino do hoodde

Hood.de é um mercado em linha da Alemanha, fundado em 2000. O portal comercial oferece as características habituais do sector, tais como uma listagem de categorias de produtos ou a função de pesquisa obrigatória. A Hood.de assemelha-se a outras plataformas de vendas, tanto na conceção do sítio Web como na variedade de produtos. A plataforma oferece opções de compra imediata e leilões como formas de venda.

Para os vendedores privados, a utilização de Hood.de é totalmente gratuita; não existe qualquer taxa de base ou comissão de venda. No entanto, é cobrada uma taxa para definições especiais, tais como imagens de produtos maiores. Como compensação pelo facto de a utilização para fins privados ser gratuita, o vendedor tem de viver com anúncios nos seus próprios anúncios.

A listagem de produtos é gratuita para os vendedores comerciais, mas aplica-se uma comissão de venda de 4% a 9%. A este valor podem ser acrescentadas outras taxas. Existe também a possibilidade de abrir uma loja. Existem duas opções para este efeito: O Pacote Ouro e o Pacote Platina.

O pacote Gold custa 21 euros ou 25 euros por mês (consoante o método de pagamento escolhido) e o pacote Platinum custa 32 euros ou 39 euros por mês. Com o Pacote Gold, podem ser definidos até 500 itens, com o Pacote Platinum até 20.000 itens. Dependendo da categoria do produto, os encargos de venda variam entre 5% e 8% para o ouro e 3% e 7% para a platina.

Yatego

página de destino do yatego

A Yatego foi fundada na Alemanha em 2003. Desde então, a plataforma tem vindo a evoluir de forma constante. A plataforma fornece a cada comerciante a sua própria área de vendas. Em termos concretos, isto significa que os vendedores podem definir eles próprios o subdomínio para facilitar a otimização dos motores de busca. Como é habitual, a plataforma oferece uma lista de categorias e uma máscara de pesquisa.

Vender no Yatego custa 20 euros por mês mais IVA. IVA. Existe também uma taxa de transação fixa de 8%. Uma caraterística especial do Yatego é que os comerciantes podem adicionar um link externo para a sua própria loja virtual nas suas páginas de ofertas. O preço é de 45 cêntimos por clique. O Yatego não cobra quaisquer taxas de inscrição. É aconselhável verificar as taxas actuais no Yatego.

Loja de abacates

página de destino da loja de abacatejpg

A Loja do Abacate oferece uma plataforma especial. Esta plataforma de vendas em linha centra-se na sustentabilidade. A loja consegue este objetivo concentrando-se em produtos de produção biológica, promovendo o comércio justo e uma produção amiga do ambiente. Esta medida dirige-se diretamente a um grupo-alvo específico.

No mercado em linha, é possível encontrar todos os artigos, como livros, vestuário, produtos de drogaria, decoração e muito mais.

Os vendedores podem utilizar logótipos normalizados para provar determinadas certificações, como “Made in Germany” ou “Vegan”. Os visitantes podem informar-se sobre o significado exato dos respectivos critérios clicando no respetivo logótipo. Pode descobrir quais os critérios que a Loja do Abacate verifica aqui.

critérios da loja de abacates

No entanto, a aposta na sustentabilidade e na proteção do ambiente tem um preço: as taxas cobradas na Avocado Store são bastante elevadas. Inicialmente, os comerciantes devem pagar uma taxa de registo de 199 euros. A comissão na Loja do Abacate é de 17% do preço de venda. Para além disso, é cobrada uma taxa mensal de 25 euros. Em troca, obtém a sua própria página de loja. Infelizmente, a página da loja só pode ser concebida de forma limitada, apenas o logótipo e o texto descritivo podem ser adaptados.

Mercado Otto

otto de homepage

O Otto Market é uma oportunidade para os retalhistas oferecerem os seus produtos em seu próprio nome e por sua própria conta na OTTO. Isto dá aos retalhistas e às marcas acesso à loja em linha e à infraestrutura associada. Tal como muitas outras lojas em linha, a OTTO oferece uma vasta gama de produtos. A loja online da OTTO oferece as funcionalidades habituais, como uma árvore de categorias e uma barra de pesquisa. Tal como acontece com outras lojas, os potenciais comerciantes devem cumprir uma série de critérios para serem aprovados como comerciantes na OTTO.

A OTTO atribui grande importância à elevada qualidade do produto e à satisfação do cliente. A aprovação como comerciante pode, portanto, demorar algum tempo, uma vez que as aprovações são verificadas individualmente.

A taxa de base para os comerciantes é de 39,90 euros. Em função da gama de produtos, é acrescentada uma comissão de 7 a 18%, habitual no sector.

Folksy

página inicial popular

A Folksy pode ser vista como o equivalente britânico da Etsy. Na plataforma, são oferecidos sobretudo produtos caseiros. Desde jóias a vestuário, os visitantes encontrarão todo o tipo de artigos. No sítio Web, o utilizador encontra a habitual barra de pesquisa, bem como a lista de categorias.

Para os vendedores, as primeiras 3 ofertas são gratuitas. Depois disso, será cobrado 0,15 GBP por artigo. Para além disso, há a comissão, que é de 6%. Os custos de transação para pagamento com Stripe são de 1,4% + 20 cêntimos para clientes da Europa e 2,9% + 20 cêntimos para clientes fora da Europa. Se o cliente pagar com PayPal, a taxa aumenta para 3,4% + 30 cêntimos, independentemente do local onde o cliente se encontra.

StockX

stockX página inicial

A StockX é uma plataforma de vendas que foi fundada nos EUA, mais precisamente em Detroit. A empresa emprega atualmente mais de 800 pessoas. O sítio Web tem um design clássico, incluindo uma barra de pesquisa e uma visão geral das categorias. Inicialmente, a StockX era um mercado em linha cuja gama de produtos se limitava a artigos de coleção no domínio do vestuário e do streetwear em sentido lato. No entanto, desde novembro de 2020, os produtos electrónicos também são oferecidos na plataforma.

O cliente pode decidir comprar os artigos oferecidos a um preço fixo ou fazer uma oferta a um determinado preço.

Os custos para os comerciantes são determinados com base num modelo em 5 fases. Quanto mais artigos o vendedor entregar, mais elevado é o seu escalão e, por conseguinte, mais baixas são as taxas de transação. As comissões de transação variam entre 7 e 9% do preço de venda, consoante o nível. A este valor acresce uma taxa de tratamento de 3%.

Conclusão – plataformas de vendas

Como já se pode ver pelo número de fornecedores listados, é impossível dar uma resposta universal à questão de qual é a melhor plataforma de vendas. Isto deve-se sobretudo ao facto de cada comerciante ter exigências e ideias diferentes. Para alguns vendedores, por exemplo, as taxas de venda relativamente elevadas na Loja do Abacate podem ser um fator dissuasor, enquanto para outros, os visitantes da Loja do Abacate representam uma base de clientes particularmente interessante.

Em última análise, cada operador deve decidir por si próprio qual a plataforma mais adequada e não se limitar necessariamente a um único fornecedor. Aqui encontrará uma visão geral dos nossos critérios de avaliação:

VerkaufsplattformBesucherzahlen*ZielgruppeProvisionBedienbarkeitVerkaufsform
Amazon453 Mio.Alle7 – 45 %9 / 10Festpreis
eBay179,1 Mio.Alle + Schnäppchenjäger4,5 – 10,5 %7 / 10Festpreis und Auktion
Alibaba1,5 Mio.Großabnehmer0 %6 / 10Festpreis
Etsy388,5 Mio.Vintage, Handarbeit6,5 %7 / 10Festpreis
Hood.de3 Mio.Alle3 – 8 %8 / 10Festpreis und Auktion
Yatego258,2 KAlle8 %7 / 10Festpreis
Avocado Store702,3 KUmweltbewusst17 %8 / 10Festpreis
Otto Market56 Mio.Alle7 – 18 %8 / 10Festpreis
Folksy206 KVintage, Handarbeit6 %7 / 10Festpreis
StockX33 Mio.Sammler8 – 10 %7 / 10Festpreis und Auktion

* Visitantes mensais em domínios alemães (se disponíveis) de acordo com a similarweb. Os valores exactos podem variar.

Além disso, existe sempre a possibilidade de fundar o seu próprio mercado. Especialmente se já tiver experiência como retalhista em linha e quiser expandir a sua loja. Mas mesmo isso precisa de ser bem pensado. Pode descobrir quais as perguntas que deve fazer a si próprio com antecedência aqui.

FAQ – Perguntas mais frequentes

Atualmente, existe um grande número de plataformas de venda, tais como:

  1. Amazon
  2. eBay
  3. Alibaba
  4. Etsy
  5. Hood.de
  6. Yatego
  7. Loja de abacates
  8. Mercado Otto
  9. Folksy
  10. StockX

O Ebay é um dos maiores vendedores, mas não é de longe o único. A Amazon, a Alibaba, mas também a Hood.de podem ser uma alternativa adequada, para citar alguns exemplos.

O Ebay é provavelmente a plataforma de leilões mais conhecida. Hood.de e StockX são outras plataformas descritas no artigo onde é possível efetuar leilões.

É necessário registar-se em todas as plataformas e cumprir determinados requisitos. Assim que estiver registado como comerciante, pode colocar produtos à venda nas respectivas plataformas. A propósito, pode descobrir como ser particularmente bem sucedido numa plataforma de vendas como a Amazon aqui.

Quando um cliente encomenda um dos seus produtos oferecidos, o processo de pagamento e envio inicia-se normalmente de forma automática.

Atualmente, existe um grande número de plataformas de venda muito boas. Pode descobrir qual é o melhor para si no nosso artigo.

  1. Amazon
  2. eBay
  3. Alibaba
  4. Etsy
  5. Hood.de
  6. Yatego
  7. Loja de abacates
  8. Mercado Otto
  9. Folksy
  10. StockX

Pode vender os seus produtos em linha em muitas plataformas de venda diferentes. Eis alguns exemplos:

  1. Amazon
  2. eBay
  3. Alibaba
  4. Etsy
  5. Hood.de
  6. Yatego
  7. Loja de abacates
  8. Mercado Otto
  9. Folksy
  10. StockX
Partilhar este artigo
Subscrever o boletim informativo
Moritz Bauer
Moritz Bauer

Moritz Bauer estudou engenharia industrial na HTWG em Konstanz. Aos 16 anos de idade, ele criou sua primeira loja on-line. Agora, ele ensina as empresas a criar seus negócios on-line.

Mais artigos

Subscrever a nossa newsletter

Know-how para os trabalhadores independentes, as empresas em fase de arranque e as pequenas empresas. Receber os artigos mais recentes por correio eletrónico.